• 23/11/2020

O comércio internacional é uma ferramenta importante para combater a pobreza e o Brasil está pronto para aumentar sua integração na cadeia global de comércio, com maior abertura. A afirmação foi feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao participar do 3º Encontro “O Brasil Quer Mais (BR+)", organizado pela ICC Brasil. 

“Nós vamos abrir, e queremos fazer a integração (do Brasil) na cadeia mundial de comércio”, afirmou o ministro. “Mas não vamos fazer de uma vez só”, acrescentou ele, para quem esse movimento precisa ser feito com cautela sobretudo após a pandemia.  

Guedes destacou que o Brasil fechou importantes acordos comerciais com a União Europeia e com os Estados Unidos, mas ainda considera o país um dos fechados do mundo. Por isso, reforçou que ainda trabalhará mais em acordos comerciais e redução de tarifas. 

Guedes defendeu que o comércio internacional é a grande alavanca para combater a pobreza e usou a Ásia como exemplo. Segundo ele, com a maior integração internacional, 3,7 bilhões de pessoas saíram da miséria na região. 

Ainda, na abertura do evento, realizado de forma virtual neste ano, o Presidente do Conselho da ICC Brasil, Daniel Feffer, ressaltou que a construção de medidas que levem à maior inserção internacional do Brasil, tornando a economia do país mais moderna e participativa no comércio mundial e aliando sustentabilidade e desenvolvimento, demanda maior cooperação entre governo e setor privado.  

“Acreditamos que o diálogo é a base desse processo. Precisamos redobrar nossos esforços para colaboração entre setor privado, governo e sociedade civil. Precisamos de cumplicidade e confiança de que todos temos a mesma visão de um país com forte desenvolvimento econômico e social”, afirmou Feffer. 

Assista a íntegra do primeiro dia de debates aqui.

Share